2 de jul de 2011

Grávidas e cheias de Saúde

Vamos falar um pouco da mamãe gestante...

A expectativa maravilhosa da chegada de um bebê na família, as mudanças, os preparativos, os cuidados necessários durante a gravidez, transformam muito a vida da mamãe e de seus familiares... tanto, mas tanto, que muitas vezes esquecem da saúde bucal!


A maioria das gestantes não sabe, mas durante a gravidez a saúde bucal é tão importante quanto toda a sua saúde (mania de todo mundo achar que saúde da boca é diferente da saúde do corpo! E na verdade a saúde COMEÇA pela BOCA).

O Acompanhamento Pré-Natal tem o objetivo de assistir a gestante durante os nove meses visando à sua saúde geral e ao crescimento do bebê sem surpresas ou alterações, além da detecção e tratamento precoces de doenças, anomalias ou condições que causem danos  a ambos. 

Neste contexto está o pré-natal odontológico que é importante e fundamental para orientar, esclarecer dúvidas, detectar e tratar doenças ou condições BUCAIS que possam comprometer a saúde da mãe e/ou do seu bebê.

Existe isso???
Doença na boca da mãe pode afetar um bebê dentro da barriga?
E perguntas e mais perguntas que, a partir de agora, vamos esclarecer pouco a pouco, de acordo com o interesse de vocês!


"Começando do começo..."

A maioria das gestantes sofre com enjôos!



“Explicando o passo a passo”

Nas gestantes, as alterações hormonais, que elevam os níveis de progesterona e estrógeno, e os enjôos e vômitos freqüentes, aumentam a acidez bucal e favorecem o desenvolvimento das bactérias na boca. Assim, os dentes e toda a mucosa ficam mais vulneráveis às cáries e às infecções na gengiva e estruturas que sustentam os dentes (chamamos de periodonto).

Lembrando que estar mais vulnerável não significa que terá à infecção, a doença!

A inflamação ou infecção na boca apenas desencadeia-se na presença de placa bacteriana, independente de estar grávida ou não. 
E para não ter a infecção, não ter a cárie, não ter as bactérias é necessário evitá-las com uma excelente Higiene Bucal e alimentação balanceada.
Portanto... Vamos praticar a escovação, uso do fio-dental, bochechos e visitas periódicas ao Dentista!
“Como a Saúde Bucal da Mãe
 afeta a formação do feto”

A preocupação com a saúde bucal da criança deve começar quando ela ainda está na barriga. 
É a partir da 6ª semana gestacional e 4º mês de vida intra-uterina que a dentição e o paladar do bebê começam a desenvolver. Por isso, são nessas fases que os pais determinam o comportamento que os filhos terão no futuro. 
É aí que entra a educação alimentar e hábitos saudáveis de higiene e de vida! 
Assim, saúde bucal da mãe tem tudo a ver com a saúde bucal da criança.

A formação e desenvolvimento do bebê dependem de fatores externos relacionadas à gestante. 
Fatores desfavoráveis durante a gravidez como carência nutricional, infecções, algumas medicações em excesso... podem influenciar para uma má formação e mineralização dos dentes do futuro bebê.

O cálcio e o fósforo são fornecidos ao bebê através da alimentação da mãe, NÃO SÃO RETIRADOS DOS SEUS DENTES E OSSOS. 
E para suprir as necessidades do feto, a grávida deve optar por alimentos ricos nestes minerais como queijo, leite e peixe. Assim, uma dieta equilibrada, rica em fósforo, cálcio e vitaminas A, C e D, nutre o bebê e proporciona um desenvolvimento saudável.

"Problemas com os dentes e as gengivas da gestante indicam que alguma coisa não vai bem" .
Se a saúde da mãe não está em perfeita condição, toda a formação do bebê estará comprometida, desde a formação óssea à dentição e paladar, desenvolvimento, até provocar o aborto ou nascimento prematuro.

Vamos cuidar da Saúde Bucal e ter uma Gestação de Saúde INTEGRAL!


Para Links interessantes sobre Gravidez e Saúde Bucal vá em "Para Saber Um Pouco Mais" no lado direito do nosso blog e clique na página " + Grávidas e Cheias de Saúde"

Nenhum comentário:

Postar um comentário