15 de set de 2011

Bruxismo??? O que é isso??? Coisa de Bruxa???

Muita gente tem, mas nem imagina...

Bruxismo é uma disfunção da mastigação caracterizada pelo constante apertar, cerrar e ranger dos dentes.

Normalmente quem tem não sabe que tem!
Durante o sono, o ranger é tão forte que ouvem-se estalidos, barulhinhos como roc roc roc rhrhrhrhrh...
Certamente, quem dorme ao lado ou perto de quem tem vai identificar rapida
As causas para essa disfunção não são bem definidas, mas estão claramente relacionadas aos fatores psicológicos, contatos inadequados entre os dentes e fatores hereditários. Aqui consideram-se fatores importantes a ansiedade, o estresse, a perda precoce de dentes...
O bruxismo pode acontecer em crianças, adolescentes e adultos.
É muito freqüente de 2 a 4 anos, 10 a 12, e 18 anos. Fases de descobertas, adaptações, modificações, aprendizados. São períodos determinantes que envolvem a percepção da realidade, a auto-confiança, limites, escolhas. Os pais e responsáveis devem estar atentos ao aparecimento de outros distúrbios nessas etapas de mudanças das crianças, como a gagueira, a Onicofagia (hábito de roer unhas), distúrbios do sono...

E o que o bruxismo faz com os dentes? Faz mal apertar os dentes, afinal?
Faz mal, SIM, apertar os dentes! Os dentes só deveriam tocar entre si quando engolimos.
O apertar e ranger os dentes, o bruxismo,  pode causar principalmente:
• alterações na forma q engole-se;
• alterações  na produção de saliva;
• altera o pH do meio bucal e favorece a cárie;
• alterações na posição dos dentes;
• desgastes excessivos dos dentes;
• trincas e fraturas dentais;
• contrações excessivas e fadiga dos músculos da face;
• alterações na forma que se morde;
• alterações nas articulações;
• deslocamento da mandíbula...

O bruxismo deve ser diagnosticado corretamente para uma abordagem precoce e, se necessário, um  tratamento interdisciplinar.
O tratamento do bruxismo deve evitar a sobrecarga, o desgaste dental, as dores articulares, manifestações de disfunções mais graves devido ao aumento da sua intensidade e principalmente restabelecer a função de cada estrutura envolvida. Por isso o protocolo e tipo de tratamento dependerá dos fatores que causaram e da intensidade do bruxismo.
Normalmente, cabe ao dentista a indicação do tratamento interdisciplinar com psicólogos, psiquiatras, fisioterapeutas e fonoaudiólogos.
A terapia pode requerer desde a necessidade da maior interação criança - família, amor e atenção dos pais, até a necessidade da instalação de placas de mordidas (acetato ou acrílica, dependerá da idade, intensidade e tempo de disfunção) para promover o afastamento dos dentes evitando os desgastes e o relaxamento das articulações e músculos da face.
O tempo do tratamento também poderá variar de acordo com a idade, intensidade, período de disfunção.


Com tudo isso aí...
Apostamos que Bruxismo, de fato, é coisa de "BRUXA"!